Patrocínio ultrapassa 800 casos de dengue e investiga suspeita de zika

Patrocínio Região TV1

Dados da Secretária de Saúde de Patrocínio mostram um aumento alarmante das notificações de suspeita de dengue no município. De uma semana para outra, houve 30% mais ocorrências registradas. A cidade ainda tem que lidar com o possível surgimento do Zika Vírus.

Divulgado nesta segunda (28), o Boletim Epidemiológico traz dados coletados entre os dias 12 e 19 de março e mostram que Patrocínio registrou 804 notificações de suspeita de dengue neste ano. Até a semana anterior, o número era de 601 registros.

O dado mais preocupante é o que aponta para o nível de transmissão da doença. O município tem a taxa considerada “alta”, com 504 casos por cada 100 mil habitantes.

A região central é disparada a que mais apresentou possíveis casos de dengue. Foram 102 notificações. Os bairros Santo Antônio (62), Enéas Aguiar (60), SantaTerezinha (53), Morada Nova (49), Márcia Brandão (41), Boa Esperança (40) e Martinha (40) mostram alto nível de propagação do vírus.

Neste ano, Patrocínio já registrou uma morte por causa da dengue.

Outra preocupação é o aparecimento de casos de zika vírus. Quatro casos foram notificados, incluindo o de uma mulher gestante. O caso segue em investigação.

“Clinicamente, estes pacientes apresentaram sinais e sintomas que se enquadram nos critérios de notificação [do zika vírus], que passou a ser universal e não mais apenas em gestantes e em crianças com microcefalias”, revela o Boletim.

O zika vírus é apontado como uma das possíveis causas para a explosão de casos de nascimento de bebês com microcefalia no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *