Saiba as principais diferenças e como se proteger

Dengue e COVID: Como diferenciá-las?

Alguns sintomas dessas doenças se confundem, como febre, dor de cabeça e dor no corpo. Em certos casos, o diagnóstico é previamente apresentado como dengue, mas depois é confirmado como COVID-19. E ainda mais: há chances de acontecer uma co-infecção, onde os dois vírus podem infectar uma mesma pessoa ao mesmo tempo.

A COVID-19 é uma doença respiratória aguda, na qual  as pessoas infectadas geralmente apresentam febre, cansaço e tosse seca, que pode  ser acompanhada de dor de garganta e dificuldade para respirar. Embora a maioria das pessoas apresente sintomas leves, a infecção pode evoluir para doenças respiratórias mais graves, como pneumonia.

Esses sintomas respiratórios não são frequentes na dengue, e apesar de as duas doenças serem febris e causarem dor de cabeça, dor pelo corpo e cansaço, esses sinais são mais intensos quando provocados pela dengue. 

Além disso, a dengue é caracterizada por dores nas articulações, problemas gastrointestinais, manchas avermelhadas pelo corpo, além da queda no nível de plaquetas do sangue o que leva aos sangramentos que caracterizam a forma grave da dengue.

Como se proteger?

No meio da pandemia de COVID-19, todos precisam ter mais atenção às medidas preventivas. Higienizar as mãos com água em sabão, utilizar máscaras faciais se for necessário contato com outras pessoas e praticar o isolamento social, são as principais recomendações para evitar a disseminação do vírus.

Para se proteger da dengue, é preciso conter a proliferação do mosquito Aedes aegypti, combatendo  a sua reprodução.

O ambiente ideal para o criadouro do mosquito da dengue é aquele no qual há água parada, mesmo que a quantidade seja mínima. Para evitar que o inseto se crie, você deve evitar deixar a água parada.

Já a prevenção do contato com o mosquito infectado pode ser feita com o uso de repelentes, inseticidas e outras medidas para afastar o inseto. No entanto, as medidas mais efetivas incluem acabar com os possíveis criadouros do inseto. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.