MG: falta de vacinas não deve impedir produtor rural de obter GTA

Diante da escassez de vacinas contra brucelose no mercado, o produtor rural mineiro poderá obter a GTA (Guia de Transporte Animal) para comercialização e abate de animais sem a necessidade de imunização das fêmeas da propriedade. Isto apenas em municípios em que for confirmada a falta da vacina.

O Sistema Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) fez a solicitação ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA)/Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em 17 de julho. A decisão favorável foi enviada na última quarta-feira ao presidente do Sistema Faemg, Roberto Simões.

“O Sistema Faemg reconhece a importância da vacinação contra a brucelose. Por isso, a liberação da GTA sem a imunização será permitida apenas em regiões em que a falta da vacina for real. Os responsáveis pelos sindicatos de produtores rurais devem confirmar a informação junto ao escritório do IMA no município para garantir a liberação. A medida foi tomada para evitar prejuízo aos pecuaristas”, explica o superintendente técnico do Sistema Faemg, Altino Rodrigues Neto.

Convênio – O Sistema Faemg está negociando ainda, junto ao IMA, a possibilidade de um convênio para a prestação de serviços do instituto nos sindicatos para facilitar os processos para os produtores rurais mineiros.

Fonte: MilkPoint



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *