Após denúncia de preços abusivos, órgãos fiscalizam estabelecimentos comerciais de Coromandel.

Na última sexta- feira, (08), foi realizada em Coromandel a fiscalização de empresas que vendem produtos alimentícios básicos.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé


A ação foi de iniciativa do Ministério Público e do PROCON Municipal. Contou com o apoio da Polícia Civil e Polícia Militar, as quais analisaram conjuntamente nove estabelecimentos comerciais.

O objetivo da ação foi apurar possíveis práticas abusivas na elevação dos preços de produtos que compõem a “cesta básica”, durante o período pandêmico do Coronavírus.

Foram examinados os preços de mercado desses produtos fundamentais ao consumidor e solicitado aos estabelecimentos notificados a apresentação de notas fiscais dos últimos 90 dias, especificando a entrada e saída das seguintes mercadorias: arroz, feijão, açúcar, óleo, leite, ovos e macarrão.

Recomendações já haviam sido expedidas pelo PROCON e também pelo Ministério Público anteriormente, orientando esses estabelecimentos a firmarem compromisso social e coletivo não aumentando os preços de seus produtos e ainda sobre possíveis sanções caso tivessem práticas abusivas na marcação desses alimentos.

São considerados abusivos, a elevação superior a 20% nos preços, conforme o crime contra a economia popular.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e comida
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *