Através do empenho da ACIC/CDL, comércio de Coromandel volta a funcionar obedecendo normas especiais.

Com o objetivo de preservar a vida e reduzir o impacto causado pelo Coronavírus na economia do município, a Prefeitura de Coromandel publicou um decreto estabecendo normas para o funcionamento de várias empresas consideradas de natureza essencial, podendo operar respeitando as medidas de segurança.

Após duas alterações ampliando os segmentos, empresas consideradas não essenciais como lojas de roupas, calçados, bijoterias, joalherias e várias outras não tinham sido autorizadas a funcionar.

A diretoria da ACIC/CDL de Coromandel, através do seu presidente Erasmo Carlos Rabelo e do vereador e Diretor Daniel Flávio Carneiro Cruvinel, reuniu-se com a prefeita Dione Maria Peres, nesta sexta-feira (03) buscando viabilizar o funcionamento destas empresas.

No final da reunião, ficou estabelecido que seria acrescentado ao Decreto da prefeitura de Coromandel, item que consta da Deliberação COVID-19, de 17 de março de 2020, do Governo de Minas Gerais, permitindo as atividades de operacionalização interna destes estabelecimentos comerciais, desde que respeitadas as regras sanitárias e de distanciamento adequado entre os funcionários.

Embora os clientes não possam entrar nas lojas, as mercadorias poderão ser entregues em seus domicílio.

Foi permitida também a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares.

O Decreto também determina que os estabelecimentos de comércio não essenciais podem disponibilizar número de telefone ou plataforma online para incentivar a antecipação de pedidos por parte do consumidor.

Os números de telefones também podem estar afixados na porta dos estabelecimentos e em meios de comunicação virtual.

A prefeita de Coromandel, Dione Peres, pediu a compreensão de todos os empresários e informou que na medida em que a situação for se normalizando haverá mais flexibilização por parte do Poder Executivo.

“Estamos vivendo uma situação nova”, disse ela. “Cabe a nós cuidar da saúde dos coromandelenses, em primeiro lugar, sem nos descuidarmos da manutenção da estabilidade do setor econômico. Estamos muito mais tranquilos agora, depois que chegamos a este consenso que proporcionou a volta do funcionamento do comércio, mesmo que de forma limitada”.

Representando o presidente da Câmara Municipal, Dario Machado Rocha, o vereador e diretor da ACIC/CDL, Daniel Flávio Carneiro Cruvinel salientou que os empresários estão plenamente conscientes de que deverão observar todas as normas de higiene. “Neste momento de crise em que estamos passando, é de suma importância dar condições para que o comércio volte aos poucos às suas atividades normais, preservando os empregos”, disse.

O presidente da ACIC/CDL de Coromandel, Erasmo Carlos Rabelo, comemorou a decisão. “Acredito que foi uma grande vitória para Coromandel, tendo prevalecido o bom senso. Nós agradecemos a sensibilidade e a boa vontade da Prefeita Dione. Agradeço também a todos que foram solidários a esta causa. Esta conquista é de todos os associados, Diretoria e colaboradores da ACIC/CDL”, finalizou ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *