Ladrões amarram caminhoneiro e roubam pneus de carreta perto da BR-365

Um caminhoneiro de 32 anos foi mantido amarrado durante um roubo na BR-365, em João Pinheiro, no Noroeste do estado. Segundo consta no Boletim de Ocorrência, o crime foi nesta quarta-feira (18) e os autores levaram todos os pneus da carreta. Ninguém foi preso.

A vítima relatou para a Polícia Militar (PM) que estava estacionado com o caminhão em um posto de combustíveis, por volta das 00h05, quando dois autores quebraram o vidro da janela e pularam para dentro do veículo.

Neste momento, o caminhoneiro foi amarrado e ameaçado. Os suspeitos ainda colocaram um pano sobre o rosto dele.

O caminhoneiro disse que um dos criminosos assumiu a direção do veículo e o outro ficou perto dele. O autor teria dirigido por cerca de 15 km quando parou em uma estrada de terra, às margens da BR-365.

A vítima relatou também que ficou amarrada durante toda a ação, que foi concluída durante a manhã. Depois, os suspeitos fugiram.

O caminhoneiro contou que conseguiu pegar uma faca e cortou o objeto que amarrava as mãos dele. Quando conseguiu se liberar percebeu que estava sozinho.

No registro consta que os autores roubaram todos os 34 pneus do caminhão. A vítima também percebeu que um celular, dois frascos de perfume, uma garrafa térmica, uma máquina de cortar o cabelo e duas lanternas traseiras do veículo também foram levados.

O caminhoneiro conseguiu uma carona até a cidade de Pirapora, onde comunicou o crime. Próximo ao caminhão havia marca de um veículo de grande porte, possivelmente usado no transporte dos bens roubados, de acordo com a PM.

Os policiais tiveram acesso às imagens das câmeras de segurança do posto de combustíveis e confirmaram a versão da vítima. Um segundo veículo foi visto seguindo o caminhão após a abordagem, mas não foi identificado.

Os militares informaram que entraram em contato com os pedágios de cidades vizinhas e repassaram o ocorrido, mas o autores também não foram identificados.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *