Mapas mostram avanço do novo coronavírus no Brasil e no Mundo (18.03.2020)

Inicialmente tratado como uma “doença misteriosa”, o novo coronavírus, a covid-19, começou a ser detectado na China e rapidamente se espalhou para outras localidades, sendo responsável por internações e mortes. Presente em mais de 100 países, como mostra o mapa, a doença desencadeou uma força-tarefa de cientistas e autoridades de saúde para conter seu avanço e fez com que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarasse pandemia.

A circulação do vírus teve início em Wuhan, na China – o país concentra a maioria dos casos da doença -, mas Coreia do Sul, Irã e Itália são países que têm número elevado de registros.

No Brasil, até o momento, 291 casos foram confirmados e o País já registra transmissão local do vírus, de acordo com o Ministério da Saúde. São Paulo é o Estado que contabiliza mais notificações com resultados positivos e o primeiro a confirmar uma morte em decorrência da covid-19.

Veja abaixo quais são e quantos casos há em cada país:

  • China: 81.151 casos
  • Itália: 31.506 casos
  • Irã: 16.169 casos
  • Espanha: 11.178 casos
  • Coreia do Sul: 8.413 casos
  • França: 7.652 casos
  • Alemanha: 7.156 casos
  • Estados Unidos: 4.356 casos
  • Suíça: 2.650 casos
  • Reino Unido: 1.954 casos
  • Países Baixos: 1.705 casos
  • Bélgica: 1.486 casos
  • Áustria: 1.471 casos
  • Noruega: 1.423 casos
  • Suécia: 1.167 casos
  • Dinamarca: 1.044 casos
  • Canadá: 993 casos
  • Japão: 873 casos
  • Navio Diamond Princess: 712 casos
  • Malásia: 673 casos
  • Austrália: 510 casos
  • República Tcheca: 464 casos
  • Portugal: 448 casos
  • Catar: 442 casos
  • Grécia: 387 casos
  • Finlândia: 319 casos
  • Israel: 304 casos
  • Brasil: 291 casos
  • Irlanda: 292 casos
  • Eslovênia: 275 casos
  • Singapura: 266 casos
  • Estônia: 258 casos
  • Polônia: 246 casos
  • Romênia: 246 casos
  • Paquistão: 241 casos
  • Bahrein: 237 casos
  • Islândia: 225 casos
  • Tailândia: 212 casos
  • Luxemburgo: 203 casos
  • Chile: 201 casos
  • Egito: 196 casos
  • Filipinas: 187 casos
  • Indonésia: 172 casos
  • Arábia Saudita: 171 casos
  • Iraque: 154 casos
  • Índia: 147 casos
  • Kuwait: 142 casos
  • Líbano: 120 casos
  • Peru: 117 casos
  • Federação Russa: 114 casos
  • Emirados Árabes Unidos: 113 casos
  • São Marinho: 104 casos
  • Turquia: 98 casos
  • Eslováquia: 97 casos
  • México: 93 casos
  • Panamá: 86 casos
  • Sérvia: 85 casos
  • África do Sul: 85 casos
  • Bulgária: 81 casos
  • Argentina: 79 casos
  • Letônia: 71 casos
  • Vietnã: 66 casos
  • Colômbia: 65 casos
  • Croácia: 65 casos
  • Argélia: 60 casos
  • Equador: 58 casos
  • Hungria: 58 casos
  • Brunei: 56 casos
  • Jordânia: 56 casos
  • Albânia: 55 casos
  • Armênia: 52 casos
  • Costa Rica: 50 casos
  • Marrocos: 49 casos
  • Ilhas Faroé: 47 casos
  • Bielorrússia: 46 casos
  • Palestina: 44 casos
  • Sri Lanka: 42 casos
  • Geórgia: 38 casos
  • Malta: 38 casos
  • Venezuela: 36 casos
  • Azerbaijão: 34 casos
  • Camboja: 33 casos
  • Chipre: 33 casos
  • Cazaquistão: 33 casos
  • Omã: 33 casos
  • Macedônia do Norte: 31 casos
  • Senegal: 31 casos
  • Moldávia: 30 casos
  • Uruguai: 29 casos
  • Guadalupe: 27 casos
  • Bósnia e Herzegovina: 26 casos
  • Lituânia: 26 casos
  • Tunísia: 24 casos
  • Afeganistão: 22 casos
  • República Dominicana: 21 casos
  • Burkina Faso: 20 casos
  • Nova Zelândia: 20 casos
  • Andorra: 16 casos
  • Martinica: 16 casos
  • Uzbequistão: 16 casos
  • Ucrânia: 14 casos
  • Maldivas: 13 casos
  • Bolívia: 12 casos
  • Jamaica: 12 casos
  • Ilha da Reunião: 12 casos
  • Guiana Francesa: 11 casos
  • Paraguai: 11 casos
  • Bangladesh: 10 casos
  • Camarões: 10 casos
  • Mônaco: 9 casos
  • Honduras: 8 casos
  • Ruanda: 8 casos
  • República Democrática do Congo: 7 casos
  • Gana: 7 casos
  • Liechtenstein: 7 casos
  • Etiópia: 6 casos
  • Guatemala: 6 casos
  • Costa do Marfim: 6 casos
  • Cuba: 5 casos
  • Jersey: 5 casos
  • Mongólia: 5 casos
  • Trinidad e Tobago: 5 casos
  • Guam: 5 casos
  • Guiana: 4 casos
  • Quênia: 4 casos
  • Ilhas Seychelles: 4 casos
  • Aruba: 4 casos
  • Curaçau: 3 casos
  • Guiné Equatorial: 3 casos
  • Polinésia Francesa: 3 casos
  • Gabão: 3 casos
  • Gibraltar: 3 casos
  • Mayotte: 3 casos
  • Nigéria: 3 casos
  • Porto Rico: 3 casos
  • São Bartolomeu: 3 casos
  • Namíbia: 2 casos
  • San Martin: 2 casos
  • Santa Lúcia: 2 casos
  • Ilhas Virgens Americanas: 2 casos
  • Libéria: 2 casos
  • Montenegro: 2 casos
  • Barbados: 2 casos
  • Antígua e Barbuda: 1 caso
  • Butão: 1 caso
  • Ilhas Cayman: 1 caso
  • República Centro-Africana: 1 caso
  • Congo: 1 caso
  • Eswatini: 1 caso
  • Guernsey: 1 caso
  • Guiné: 1 caso
  • Santa Sé: 1 caso
  • Mauritânia: 1 caso
  • Nepal: 1 caso
  • São Vicente e Granadinas: 1 caso
  • Sudão: 1 caso
  • Togo: 1 caso
  • Suriname: 1 caso
  • Somália: 1 caso
  • Benin: 1 caso
  • Tanzânia: 1 caso
  • Bahamas: 1 caso
  • Gâmbia: 1 caso
  • Djibuti: 1 caso
  • Montserrat: 1 caso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *