Idosa compra produto de site falso e polícia dá dicas para não cair em golpes online

Polícia

Na tarde desta segunda-feira, 23, uma idosa, de 61 anos, compareceu à sede da Polícia Militar (PM), em Araxá, após perceber que havia caído em um golpe pela internet.

A vítima relatou que comprou quatro pneus em um site no dia 30 de agosto, tendo efetuado o pagamento por transferência bancárias no dia 2 de setembro. De acordo com as informações obtidas no site, ela receberia os produtos em até 13 dias úteis, mas até o momento nada chegou. Fazendo uma pesquisa pela internet, a idosa não encontrou mais o site ativo e percebeu que havia caído em um golpe. Posteriormente, ela foi até o banco e descobriu que a conta, na qual ela fez a transferência, está bloqueada. Nesse momento, ela procurou a PM para registrar um boletim de ocorrência.

Os militares aproveitaram para dar algumas dicas para quem vai comprar produtos pela internet:

  • Conheça com quem está negociando. Faça uma busca nas redes e nos sites de compras de comentários sobre o produto e sobre a empresa;
  • Pesquise o preço nas diferentes lojas nos buscadores e nos sites;
  • Evite entrar nas lojas através de propagandas por e-mail ou links indiretos. Ficou animado com a promoção? Digite o nome da loja no navegador e procure o produto para conferir se realmente existe aquela oferta;
  • Evite comprar de computadores ou dispositivos compartilhados com estranhos (ex: Lan House, Computador coletivo da empresa ou escola);
  • Ao entrar no site da loja, confira se a página é criptografada – identificada pela presença do ‘S’ no ‘HTTP’, o https://.- Se estiver usando sua rede Wi-Fi, confira se é criptografada com WPA2. Evite comprar ou acessar o banco por redes públicas e abertas de Wi-Fi, pode ser muito fácil roubar seus dados;
  • Pode ser chato e cansativo, mas sempre leia as condições e termos de uso do site da loja, pode haver pegadinhas e uso indevido de seus dados bancários;
  • Nos cadastros, compartilhe o mínimo necessário seus dados. Revele apenas os campos obrigatórios e use senhas seguras (link interno);
  • Para aumentar sua segurança no pagamento, use mecanismos de pagamento digital como BitCoin, Pay Pal ou PagSeguro, cadastrando seu cartão de crédito ou pode optar por cartões de crédito pré-pagos que podem ser comprados em supermercados, bancas e livrarias;
  • Se não quer expor seus dados de cartão de crédito, opte pelos boletos que podem ser uma boa forma de pagamento;
  • Salve sempre os comprovantes da compra com o Protocolo da transação e detalhamento do preço e produto;
  • Fique atento com falsos sites de bancos que clonam as páginas oficiais com pequenas mudanças no endereço, incluindo ou retirando uma letra do endereço e usando apenas “.com.br” no final;
  • Nunca clique em anexos ou links de mensagens de Bancos que chegam por e-mail. Assim como nas compras, acesse seu banco diretamente e não por mensagens de e-mail;
  • Evite deixar seus dados bancários salvos nos navegadores ou no próprio site de compra;
  • Como em qualquer outra transação fora da Internet, os Direitos dos Consumidores valem plenamente na rede sempre que se tratar de empresa com escritório no Brasil;

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *