TCE alerta Zema sobre excesso de gastos com funcionalismo

Região

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu, nesta quarta-feira (27), um alerta ao governador Romeu Zema (Novo) por extrapolar o limite relativo à dívida líquida do estado e ultrapassar o limite de 90% por cento da receita corrente líquida com o pagamento de pessoal.

O governador tem um prazo de 30 dias para informar ao Tribunal as medidas adotadas para retornar aos patamares estabelecidos por lei.

O procurador-geral de justiça, Antônio Sérgio Tonet, também recebeu o alerta do TCE por também ultrapassar, em 90%, o orçamento do Ministério Público de Minas Gerais com despesas de pessoal.

O governo do estado afirmou que o alerta “ratifica a urgente necessidade de o estado de Minas Gerais promover um ajuste fiscal para reequilibrar as contas”. Disse ainda que romeu Zema tem se empenhado criar condições para que o Regime de Recuperação Fiscal proposto pela União seja aderido no estado.

O Ministério Público informou que o órgão está trabalhando dentro da normalidade e da legalidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *