Criminosos atacam agências bancárias, ônibus e até Câmara Municipal da região

Patos de Minas Região Uberlândia

Várias cidades do Triângulo Mineiro e do Estado sofreram diversos ataques criminosos, desde a tarde de domingo (3), aumentando o alerta de segurança na região. Agências bancárias, ônibus e até o prédio de uma Câmara Municipal foram alvos dos bandidos.

De acordo com informações preliminares, os criminosos realizaram ataques em Araxá, Campo Florido, Uberaba e Uberlândia e fizeram pelo menos uma tentativa em Patos de Minas. Também foram notificados casos nas regiões Centro-Oeste, Sul e Metropolitana de Belo Horizonte.

A Polícia investiga se as ações foram realizadas a mando de líderes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), originada em SP e que controla parte do tráfico de drogas em todo o País.

Os Ataques

Em Araxá, os bandidos tentaram incendiar um ônibus do transporte coletivo municipal. Após atearem fogo ao veículo, os bandidos fugiram, momento em que os passageiros e o motorista aproveitaram para apagar as chamas.

Em outros pontos da cidade, três veículos de passeio particulares foram incendiados.

No município de Campo Florido, a Polícia investiga o incêndio que atingiu a recepção da Câmara Municipal. O fogo foi controlado, porém o serviço de atendimento ao público foi suspenso.

Em Patos de Minas, bandidos tentaram atear fogo a um ônibus. Contudo, ao parar o veículo para supostos passageiros, o motorista percebeu que eles carregavam um galão de combustível, fechou a porta e fugiu do local.

Uberaba

O município foi o mais atingido por ações criminosas, neste domingo. Até o momento, foram contabilizados três ataques a ônibus, dois a agências bancárias (Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal), em duas Casas Lotéricas, um ecoponto e a um caminhão. Também foram registrados focos de incêndio nas rodovias federais BR-050 e BR-262.

Uberlândia

Na cidade, foram registrados quatro ataques a ônibus, sendo que em um deles a tentativa foi frustradas. Bandidos também atacaram sem êxito uma agência do Banco do Brasil e uma dos Correios.

Prisões

A Polícia Militar conseguiu prender alguns suspeitos de participação nos crimes e tem realizado buscas para identificar e capturar outros envolvidos. A ligação dos ataques com o PCC é investigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *