Menina de 15 anos morre em trágico acidente na Rodovia BR-352

Coromandel Destaque Coromandel Polícia

Um trágico acidente interrompeu a vida de uma menina de 15 anos, na noite desta sexta-feira (4), na BR-352, em Coromandel. Um rapaz de 16 anos ficou gravemente ferido e será transferido para uma unidade de saúde de Uberlândia, segundo as primeiras informações.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a menina e o rapaz estavam em um veículo, sentido Coromandel, quando a roda se desprendeu, forçando-os a parar. Os dois teriam descido para realizar o conserto, porém foram atropelados por um carro que seguia pelo mesmo sentido.

Em depoimento prévio aos policiais que atenderam a ocorrência, o condutor do veículo que atingiu os dois adolescentes alegou que teve a visão ofuscada por um caminhão, que seguia sentido Abadia, e que não havia sinalização na pista.

A menina morreu no local. A garota, identificada como Maria Fernanda, havia completado 15 anos em abril e comemorou a data no último sábado.

O acidente ocorre um dia após outras duas ocorrências de problemas na mesma rodovia, que quase terminaram tragicamente. Em um dos casos, um adolescente ficou gravemente ferido e a condutora permaneceu por horas presa às ferragens, após sair da pista, também próximo ao posto Serrinha.

Buracos

Nos três acidentes graves registrados nos dois últimos dias, a reportagem apurou junto às autoridades que os buracos na Rodovia não foram causas diretas das ocorrências, porém, a perícia da Polícia Civil irá contribuir para apurar as causas.

Nas redes sociais, cidadãos revoltados planejam realizar manifestações para exigir o recapeamento da Rodovia.

O Jornal de Coromandel apurou, há alguns dias, que o trecho da BR-352, entre Coromandel e Abadia dos Dourados, conta com pelo menos 30 buracos, e alguns chegam a ‘ocupar’ toda uma faixa de rolamento, forçando manobras bruscas.

Diariamente, relatos de motoristas que sofreram danos e prejuízos com os buracos chegam até as autoridades. O sargento Eduardo, da Polícia Rodoviária, afirmou que a corporação tem feito vários atendimentos a motoristas na via devido ao estado caótico.

A reportagem tentou contato com Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), porém não obteve respostas até o momento.

  • Em breve mais informações.

7 thoughts on “Menina de 15 anos morre em trágico acidente na Rodovia BR-352

  1. PUBLIQUE MEU NOME EM MAIUSCULO JOSE MARIA RABELO, TENTEI MANTER CONTATO COM AUTORIDADES COMPETENTES, POREM NAO OBTIVE SUCESSO A RESPEITO DOS BURACOS EXISTENTES NESTES PONTOS DA RODOVIA TRANSFERIRAM A RESPONSABILIDADE DO DER PARA O DNIT, SEGUNDO INFORMAÇAO DA TELEFONISTA ; NAO OBTIVE RESPOSTA SATISFASTORIA; MAGOADO…PARA O QUE DER E VIER.

  2. Enquanto o povo brasileiro não passar a exigir a reparação dos danos, tanto materiais quanto morais, esse país não terá conserto. A impunidade contribui para acontecimentos como esse. Não é apenas essa rodovia que está nessa situação, são quase todas. Tenho certeza que ainda vai aparecer algum oportunista querendo tirar proveito desses acidentes para pedir votos e, assim que for votado desaparecerá, como fez todos os outros. Desde quando a estrada era de terra batida, muitos foram eleitos prometendo asfaltá-la, hoje a situação não está diferente, talvez até pior, porque transitar desviando de buracos é mais perigoso.
    Somos governados por quadrilhas, que disputam nossos votos, para receber o passaporte para nos roubar.

  3. Lamento muito a morte trágica desses dois adolescentes, perdas irreparáveis para as famílias. No entanto, devemos lembrar que o estado do veículo que transitavam pela rodovia era precário, o rapaz não era habilitado e não tinha nenhuma experiência de rodovia, na verdade nem poderia estar dirigindo. Acredito que a responsabilidade pelo acidente deve ser atribuída a diversas origens: péssimo estado da rodovia, mas principalmente aos pais, que deixaram os filhos transitarem sem ser habilitados. Que esse acidente sirva de alerta e que Deus, em sua infinda bondade, possa confortar as famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *