Coromandelenses vão a Cingapura abrir mercado para a produção agropecuária de MG

A Associação Mineira de Produtores de Algodão (Amipa) enviou uma comissão à Cingapura, país do sudeste asiático, para uma série de reuniões visando abrir novos mercados para a produção agropecuária de Minas Gerais, podendo beneficiar diretamente produtores de Coromandel e do Triângulo Mineiro.

A missão especial conta com dois representantes de Coromandel, sendo eles o presidente da Amipa, Inácio Urban e o diretor executivo da associação, Lício Pena.

De acordo com Lício, o grupo enviado à Cingapura tem participado de rodadas de negócios e já se reuniu com o embaixador brasileiro no país, Flávio Damico, e com um representante da Ásia Brasil Agro Alliance, Marcos Jank, para levar dados sobre a capacidade produtiva do país.

Lício afirmou que Cingapura tem um grande potencial “para aumento comercialização de commodities brasileiras como: soja, milho, café, carne e algodão. Países como Indonésia, Vietnã, Bangladesh, Turquia, Paquistão, Malásia, Coréia do Sul e China são grandes e potenciais destinos de nossa produção agropecuária”.

O diretor-executivo da Amipa destacou que “Cingapura foi escolhida para realização dessas rodadas de reuniões devido à localização estratégica na Ásia. A Cidade Estado sedia 27 mil companhias multinacionais, entre elas as principais brasileiras: Embraer, BrFoods, Vale, Tramontina, entre outras. Todos eles estão de olho em negociar com a Ásia, o maior emergente mercado exterior do mundo”, concluiu.

Presidente da Amipa, Inácio Urban; embaixador do Brasil em Cingapura, Flavio Damico; Licio Pena, diretor-executivo da Amipa; e Marcos Jank, da Asia-Brasil Agro Alliance.
Compartilhe essa notícia:
Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share