Amipa conquista investimentos importantes durante Congresso Brasileiro do Algodão

+Cidade Agro Coromandel

A Associação Mineira de Produtores de Algodão (Amipa) retornou do 11º Congresso Brasileiro do Algodão, realizado entre 29 de agosto e 1º de setembro em Maceió (AL), com a bagagem cheia de novidades para o setor. As boas novas incluem investimentos em tecnologia, pesquisa e incentivos para ampliar a produção da oleaginosa em Minas Gerais.

De acordo com o diretor-executivo, Lício Pena, a Amipa fechou uma parceria com o Ministério das Relações Exteriores, neste Congresso, para construir um centro de referência do algodão, com algodoeira, indústria de óleo e uma sede para uma cooperativa, em Catutí, uma pequena cidade do semiárido no norte de Minas, que tem apenas seis mil habitantes, porém conta com produtores muito dedicados a essa cultura.

A Amipa também acertou vários projetos em parceria com o Instituto Brasileiro do Algodão (IBA), entre eles o lançamento de mais dois produtos biológicos por meio da Biofábrica da associação e o envio de uma equipe de funcionários da Amipa para capacitação nos Estados Unidos, ainda neste mês de setembro.

Durante o Congresso, a Amipa também viabilizou uma transação entre dois grupos associados para a implantação de uma algodoeira em Buritizeiro, que vai levar progresso para aquela região, segundo Lício Pena.

O diretor-executivo, que foi um dos palestrantes, avaliou positivamente o Congresso e destacou que “chamou bastante a atenção duas pessoas de dentro da Amipa e. por acaso, os dois de Coromandel, serem convidados para um evento de tanta importância”. Além de Lício, o engenheiro agrônomo coromandelense José Lusimar Eugênio ministrou no evento. “É sinal de que estamos no caminho certo e que estamos chamando a atenção e sendo vistos”, ressaltou o dirigente.

A Amipa enviou uma comissão com cerca de 40 pessoas, entre agricultores, agrônomos, gerentes de fazendas e funcionários de vários setores para extrair o máximo possível do Congresso, considerado o maior e mais importante da América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *