Araguari em situação de alerta para infestação de aedes aegypti

Araguari Região

O segundo Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti (LIRAa) em Araguari de 2017 colocou o município em situação de alerta, já que o resultado de 4,5% aponta para um alto risco de epidemia.

Realizado no mês de março, o Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti (LIRAa) apontou que criadouros do mosquito continuam presentes nas casas em Araguari. Em relação ao último Levantamento realizado em janeiro, que era de 3,8%, atualmente o índice é de 4,5%, o que representa alto risco de infestação.

O LIRAa foi realizado pelos agentes de Combates a Endemias entre os dias 13 a 17 de março. “Com as informações do Levantamento, é possível desenvolver um plano de ação eficaz no combate à dengue de acordo com a proporção e ocorrência identificada nos bairros do município. O LIRAa é uma importante ferramenta de informação e mobilização para os agentes de endemias, tornando possível direcionar as vistorias de acordo com o risco de cada região, conforme apresentado no Levantamento”, informou Guilherme Carvalho – Coordenador da Zoonose da Secretaria Municipal de Saúde de Araguari.

“As larvas do mosquito podem ser encontradas em vasos de plantas e até mesmo nos reservatórios que ficam atrás das geladeiras. Todos devem ter cuidado, pois uma simples tampinha de garrafa pet é suficiente para a reprodução do mosquito. Se todos cuidarem da sua casa e quintais com atitudes simples, conseguiremos reverter esse quadro. Estamos ampliando o trabalho de prevenção por meio de mutirões, mas cada um deve fazer a sua parte”, destacou Guilherme.

“Estamos com constantes ações de combate ao mosquito Aedes aegypti que ocorrem diariamente no município. Desde o mês de janeiro, a Secretaria de Saúde intensificou as atividades por meio de mutirões realizados aos sábados. O último aconteceu no bairro Miranda e o próximo está marcado para o dia 1° de abril, para contemplar a região do bairro São João”, ressaltou o Secretário de Saúde – Dr. João Batista Arantes da Silva.

O Prefeito Marcos Coelho (PMDB), ao ser informado do último resultado do LIRAa, destacou que é necessário o empenho de toda a população araguarina juntamente com as ações desenvolvidas pela Secretaria. “Um dos possíveis motivos do aumento do LIRAa em Araguari pode estar relacionado ao período chuvoso, e devemos ficar atentos ao acumulo de água parada limpando nossos quintais. A Secretaria de Saúde, em cumprimento a uma determinação minha, trabalha com afinco para que possamos diminuir diariamente os casos de dengue no município”, ressaltou Marcos Coelho.

Resultado

De acordo com o Coordenador da Zoonose, a grande maioria dos recipientes utilizados para reprodução do mosquito Aedes aegypti foram objetos que poderiam ter sido evitados se a população tivesse seguido as orientações de combate à doença.

“A mobilização de cada cidadão tem que começar neste momento, ser imediata e, depois, mantida. Só trabalhando em conjunto, setor público e população, cada um fazendo sua parte, a dengue e demais doenças causadas por este vertor, poderão ser controladas”, reforçou.

Com base no LIRAa, várias ações serão mantidas e outras implementadas, como visitas aos imóveis para orientações, arrastões com eliminação ou tratamento dos depósitos, além de tampação de caixas d’água, retirada de pneus, trabalho nos pontos estratégicos, bloqueio com inseticida e intensificação das notificações aos proprietários de imóveis.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, pede o apoio da população no combate ao mosquito e reforça que é importante receber os agentes de saúde durante as visitas periódicas. É preciso ainda que a população combata a proliferação de criadouros do mosquito em suas residências, evitando o acúmulo de água parada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *