Polícia prende traficantes que aterrorizaram Patos de Minas na última semana e detecta ação do PCC

A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (23) oito pessoas que estariam envolvidas no ataque a um ônibus, realizado no dia 15 de fevereiro, e a uma viatura da Polícia Militar (PM), na terça (21), em Patos de Minas.

Além dos detidos, a PC identificou outros 18 criminosos envolvidos no narcotráfico no município e detectou a participação do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção de origem paulista, na briga pelo controle do tráfico na cidade.

Desse grupo que soma 26 pessoas, 11 se encontravam detidos em presídios da região, mas seguiam atuando no tráfico. Sete suspeitos estão foragidos.

Leia Também: PCC mandou quadrilha de Patos dar auxílio financeiro à vítima de tiroteio

Leia Também: Dupla assalta laticínio em Coromandel e foge com dinheiro e celulares de funcionários

Leia Também: Homem leva o filho de 12 anos para praticar crimes em Monte Carmelo

De acordo com a PC, os ataques criminosos ao ônibus e à viatura foram uma ação promovida por uma das facções para desviar o foco da polícia durante a investigação sobre uma tentativa de homicídio desastrosa que deixou uma criança de 8 anos ferida.

Esses ataques incendiários ao ônibus e à viatura teriam sido executados a mando do PCC, que estaria insatisfeito com a atuação de seus aliados na tentativa de assassinar um rival no tráfico, em Patos. Os envolvidos no ataque ao coletivo ainda não foram presos.

A disputa pelo controle do tráfico de drogas no município teria começado no ano passado e iniciado uma série de homicídios, promovido por duas facções locais. No dia 15 de fevereiro, a gangue ligada ao PCC teria tentado executar o chefe do grupo rival, mas errou o alvo e acabou ferindo uma menina de 8 anos  que estava dentro de uma van escolar e um adolescente de 16 anos.

IMAGEM: Reprodução/Site Patos Hoje

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *