Servidores da Prefeitura de Coromandel terão bolsa de estudo na FCC

Danilo Gonçalo, de Coromandel

A Faculdade Cidade de Coromandel (FCC) promoveu uma parceria com a Prefeitura de Coromandel para a formação superior dos servidores do município. Um convênio permitirá aos funcionários do Executivo ter acesso a bolsas de estudo em cursos de graduação e pós-graduação na instituição.

A medida anunciada no início da semana passada foi aprovada pela Câmara Municipal na sessão desta segunda-feira (13). O texto que passou pela Casa de Leis ainda precisa de sanção da prefeita Dione Peres para entrar em vigor.

De acordo com a coordenadora de marketing da FCC, Ivani Silveira Santos, a parceria foi firmada durante as conversas entre a instituição e a Prefeitura a respeito do auxílio transporte que será concedido aos estudantes da faculdade, a partir de março.

Leia Também: Tenente-Coronel Jabes Campos assume o comando do 46º Batalhão da PM

Leia Também: Vereador reclama de erros gramaticais em projeto de lei da Prefeitura. Veja

“Nós pedimos que o valor que seria destinado ao auxílio transporte fosse dividido igualmente entre as instituições frequentadas.  Sabemos que o valor destinado para Coromandel não seria totalmente gasto com transporte, porque o deslocamento é dentro da cidade e, portanto, menor. Pedimos, então, que o valor remanescente [não utilizado para o deslocamento dos estudantes] fosse transformado em bolsas de estudo para os funcionários da Prefeitura”, explicou Ivani.

O valor destinado para o auxílio transporte para a FCC foi estipulado em R$ 24 mil, 20% do total da verba disponibilizada pela Prefeitura. Desse montante, ainda se deve apurar o custo mensal do deslocamento. Após a dedução dessa tarifa, é que se poderá ter conhecimento de quantas bolsas serão oferecidas.

Quem terá direito

De acordo com o projeto aprovado pela Câmara, somente terão direito às bolsas de estudo de até 50% do valor do curso os servidores que recebem uma remuneração mensal de, no máximo, R$ 1.400 e que não tenha sofrido nenhuma penalidade administrativa nos últimos 12 meses. Os funcionários serão classificados de acordo com os seguintes critérios: maior tempo de serviço público, maior número de filhos dependentes e por idade (prioridade aos mais velhos).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *