Polícia prende dupla e recupera desfibrilador do Samu que atenderá Coromandel

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu dois suspeitos de participação no desvio de desfibriladores e outros equipamentos que deveriam ser utilizados pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), em cidades do Triângulo Mineiro, incluindo Coromandel.

A operação teve início na terça-feira e continuou nesta quarta, resultando na recuperação de 56 desfibriladores externos automáticos (DEA), que têm preço avaliado em R$ 9 mil e seriam usados em ambulâncias do Samu, por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Microrregião do Triângulo Norte (Cistri), do qual Coromandel faz parte.

De acordo com a investigação da Polícia Civil, os equipamentos foram furtados em dezembro, por um funcionário do setor de transportes do consórcio, que repassou os desfibriladores a um funcionário terceirizado da MGO Rodovias. Este último possuía contato com médicos e revendia os materiais por cerca de R$ 2.500, segundo informações veiculadas pelo site G1.

Leia Também: Dione cancela Carnaval de Coromandel 

Leia Também: Famílias vão à Câmara pedir moradias populares e relatam ameaças

Nesta quarta, uma parte do lote de equipamentos desviados foi localizada na cidade goiana de Ouvidor. Uma terceira pessoa foi detida, mas liberada pela polícia.

Os equipamentos deverão ser periciados antes de serem devolvidos ao Cistri. Não há prazo para que sejam colocados em funcionamento em benefício da população.

O furto dos desfibriladores prejudicou a população de Abadia dos Dourados, Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Romaria, Santa Vitória, Tupaciguara e Uberlândia, que seguem sem o Samu por tempo indeterminado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *