Universitários pedem ajuda a vereadores contra corte de auxílio transporte

Coromandel Destaque Coromandel

Um grupo de universitários esteve na Câmara Municipal de Coromandel na sessão desta segunda-feira (10) para pedir apoio aos vereadores contra o corte do auxílio transporte. Após as eleições, o prefeito Osmar Martins Borges, o Gambá (PR), cancelou o pagamento da ajuda aos estudantes de universidades da região.

Foram afetados alunos que se deslocam para Monte Carmelo, Patos de Minas e Patrocínio.

“Nós estávamos contando com a ajuda do prefeito, mas ele cortou a nossa verba. Viemos aqui para pedir ajuda, porque não temos condições de pagar o valor integral”, afirmou a presidente da associação dos estudantes de Patrocínio, Brenda, durante a sessão. A jovem contou que 71 universitários dependem do recurso. A Prefeitura pagava 70% do total do gasto com a viagem de ida e volta. Até então, os alunos custeavam cerca de R$ 140. Com o fim do auxílio, o valor pode saltar para mais de R$ 400.

Osmar vai demitir mais de 400 funcionários; serviços públicos são afetados

O representante dos estudantes de Patos de Minas, por Carlos Rafael Borges Peres, declarou que a suspensão do auxílio compromete a continuidade do curso, restando cerca de dois meses para o fim do ano letivo. “Sem a ajuda, alguns alunos terão que trancar a matrícula”, lamentou.

Durante a sessão, vários vereadores se manifestaram a favor do auxílio aos estudantes. O presidente da Câmara, Luís César Gonçalves Resende (SD), afirmou que irá solicitar ao prefeito que utilize pelo menos parte da verba que será devolvida pela Casa para bancar o benefício.

O vereador Jacinto Moreira dos Reis (PV) sugeriu ainda a redução de despesas da Câmara para garantir a devolução de um montante maior, para beneficiar os estudantes. Waguinho (PDT) sugeriu aos alunos uma revisão no contrato de financiamento estudantil para analisar a possibilidade de incluir o transporte no acordo. Já Fernando Breno (PMDB), por sua vez, afirmou que está em contato com reitores das universidades para encontrar uma solução. Ele já esteve em Patos de Minas para pedir apoio aos universitários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *