Justiça Eleitoral orienta eleitores contra boca de urna em Coromandel

Coromandel Destaque Coromandel Eleições Especial Eleições 2016

A Justiça Eleitoral e a Polícia Militar (PM) estarão atentas à boca de urna no pleito deste domingo (2), quando os eleitores coromandelenses vão eleger o prefeito e os 11 vereadores que comandarão o município pelos próximos quatro anos.

Boca de urna é crime e tem como pena detenção de seis meses a um ano ou a prestação de serviços comunitários pelo mesmo período. Consiste na distribuição ou veiculação de propaganda política no dia da eleição.

Em entrevista às emissoras de rádio na tarde desta quinta-feira (29), o juiz Marcos Bartolomeu de Oliveira afirmou que o eleitor tem direito de portar bandeira, botons e colocar adesivo em veículos, mas deve estar atento aos limites legais da manifestação política. No dia da votação, o apoio aos candidatos deve ser feito de maneira “individual e silenciosa”.

O juiz acrescentou que veículos adesivados podem ser utilizados pelos eleitores no domingo, porém, só devem ficar estacionados próximos às seções “pelo tempo necessário para votar”: “não será tolerado deixar o carro parado por duas, três horas, além do tempo de votação”, destacou. Proprietários de veículos flagrados nessas condições poderão ser multados e até ter o automóvel removido para o pátio municipal.

Oliveira destacou também que os eleitores devem evitar aglomerações neste domingo. “Em cidades pequenas as pessoas têm o costume de ficar em praça pública após a votação, conversando, jogando cartas ou coisas do tipo. Mas quero pedir que as pessoas entendam que é um dia especial e evitem essas formações de grupos porque pode ser caracterizado como boca de urna. Se isso acontecer, as pessoas serõo conduzidas à delegacia para responder por isso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *