China se mantém como principal destino de exportações mineiras em julho

Minas Gerais manteve o superávit na balança comercial no mês de julho, estreitando o comércio internacional com 145 mercados de destino. No mês passado, o saldo comercial do estado foi de US$ 1,31 bilhão, com as exportações totalizando US$ 1,77 bilhão. Já as importações alcançaram US$ 464,07 milhões. No total, Minas Gerais foi responsável por 10,9% das exportações e 3,9% das importações brasileiras.

A China se manteve como o principal destino das exportações mineiras em julho, representando 26,5% do total comercializado pelo estado no exterior. Em seguida, aparecem Estados Unidos (8%), Japão (5,3%), Argentina (5,1%) e Holanda (4,7%). A China também foi a principal responsável pelas importações mineiras, com 18,6% do total, seguida por Estados Unidos (13,5%), Itália (8,7%), Argentina (8,1%) e Alemanha (7,0%). Os dados são da Exportaminas unidade de comércio exterior da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede).

Os principais produtos exportados pelo estado em julho foram minério de ferro; ferro-ligas, ferro fundido e seus produtos; café; açúcar; e ouro e pedras preciosas. Já a pauta de importações do estado foi composta por máquinas e aparelhos elétricos; máquinas e instrumentos mecânicos; adubos e fertilizantes; setor automotivo, combustíveis e óleos minerais.

Estado investe em novas janelas de mercado

Após 17 anos de negociação, o Brasil assinou em julho, com os Estados Unidos, acordo bilateral para a venda da carne bovina in natura brasileira. Com a abertura de mercado, a expectativa é que o Brasil tenha um ganho de US$ 900 milhões/ano com exportações, sendo que a previsão é de que os primeiros embarques do produto comecem ainda neste ano, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O acordo poderá impulsionar o mercado mineiro de carnes.

De acordo com dados do Panorama do Agronegócio, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em 2015 a receita das exportações de carne bovina foi a terceira melhor nos últimos 10 anos, chegando a US$ 400 milhões.

Em julho, o saldo comercial de Minas Gerais com os Estados Unidos foi de US$ 80,29 milhões, contra US$ 35,67 milhões no mês anterior, resultado da queda das importações mineiras com os Estados Unidos. De acordo com a Exportaminas, o principal produto mineiro exportado para os EUA foi o café verde e torrado (US$52,73 milhões). Em 2015, o valor exportado do produto somou US$ 733,94 milhões, equivalente a 33,0% da pauta mineira para os Estados Unidos. Em seguida estão tubos de ferro fundido, ferro ou aço (US$ 215,34 milhões), ferro-ligas (US$ 204,30 milhões), ferro fundido bruto e ferro (US$ 160,58 milhões), dentre outros. Já na passagem de junho para julho de 2016, ferro-ligas foi o produto que apresentou maior variação absoluta, com variação de US$ 5,11 milhões, seguido pelo café verde e torrado, com avanço de US$ 4,46 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *