Funcionária de carreira, Inês Ferreira assume Saúde de Coromandel interinamente

A técnica em Enfermagem Inês Ferreira do Amaral assume interinamente a Secretaria de Saúde, a partir desta quinta-feira (12), oficialmente, no lugar de Luis Augusto Moreira, que se afastou da função para tratar um problema na coluna. Ela ocupava a Diretoria de Saúde do município até ser convidada para gerenciar a Pasta no período de recuperação do titular.

A decisão foi comunicada na última segunda-feira (9), durante audiência na Câmara dos Vereadores de Coromandel, quando Luis Augusto compareceu, depois de diversos adiamentos, para prestar esclarecimentos aos parlamentares sobre a Saúde do município.

Debilitado fisicamente, Luis Augusto optou por deixar o comando da Secretaria temporariamente para se dedicar à própria saúde.

Com 27 anos de dedicação à Saúde da população Coromandelense, Inês possui profundo conhecimento das necessidades e das ferramentas a se utilizar no setor, mas acredita em algo além do que o próprio currículo demonstra para garantir atendimento de qualidade aos cidadãos. “É com carinho que aceito o convite para substituir o Luis Augusto interinamente. A gente sente um amor muito grande pelos usuários do sistema municipal de saúde e espero desempenhar bem a função”, afirmou ao Jornal de Coromandel. “Quando se faz alguma coisa com carinho, não se olha o lado financeiro. O objetivo é se sentir realizada e fazer o paciente se sentir realizado”, acrescentou.

ines-secretariasaude-maio16

Desde que o quadro de saúde do titular da Pasta se agravou, Inês foi assumindo gradativamente algumas das responsabilidades de liderança na Secretaria. “Como diretora de Saúde eu estava envolvida em todas as ações, então fica mais fácil assumir o desafio”, declarou.

Ao acumular a função, Inês espera “plantar uma semente que irá florir eternamente”.

A receita para que isso aconteça ela tem: “o profissional de saúde tem que atender à população da mesma forma que ele gostaria de ser atendido”, diz. “Diante das dificuldades financeiras que o País vive, Coromandel ainda consegue garantir um serviço de qualidade, e o básico nunca vai faltar”, acrescenta.

Desafios

Por mais que a situação da Saúde em Coromandel seja melhor que em outras cidades da região, há desafios que precisarão ser enfrentados pela Secretaria ainda neste ano, como a questão da alta complexidade. Pacientes que precisam de atendimentos especializados precisam ser deslocados para outros munícipios. “Esse também é o nosso sofrimento: o hospital da UFU é a nossa referência nesse tipo de atendimento, mas lá está em estado caótico. Como não podemos deixar o paciente desprovido, vamos avaliar rotineiramente o nosso plano de ação para não deixar passar oportunidades de oferecer o melhor”, afirmou Inês.

Referências

Em seus 27 anos de carreira na área da Saúde em Coromandel, Inês recebeu orientações de muitas pessoas, mas guarda com carinho os ensinamentos de duas pessoas que foram importantes em seu início. “Considero como padrinhos o doutor Sebastião Machado e sua esposa, dona Iracema, que me incentivaram e apoiaram na minha formação até chegar na minha qualificação como técnica que possuo hoje”, relembrou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *