Deputado substituto de Cunha anula processo de impeachment contra Dilma

O deputado Waldir Maranhão (PP-MA) anulou a tramitação do processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT) na Câmara. A decisão deverá ser publicada na edição de terça-feira (10) do Diário Oficial da União, segundo informações da Folha de S. Paulo.

Substituto de Eduardo Cunha, Maranhão votou contra o pedido de impeachment da presidente, mas declarou na ocasião sua lealdade ao deputado do PMDB, que comandava a Casa.

Ainda não há confirmação oficial sobre os detalhes, mas especula-se que a decisão foi uma resposta ao pedido da Advocacia Geral da União (AGU), que apontou vícios no processo. De acordo com o entendimento da defesa, o pedido de impeachment aceito pela Câmara dos Deputados considerou informações da Lava Jato, quando deveria focar na questão das pedaladas fiscais.

A decisão, se for mantida, deve resultar na interrupção do andamento do processo no Senado.

Aliados da presidente Dilma acreditam que, além de interromper o processo, o interino da Presidência da Câmara poderá também colocar o vice-presidente Michel Temer na berlinda.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.