Secretaria de Meio Ambiente coloca em funcionamento o Plano de Saneamento Básico

+Cidade Destaque Coromandel

Em cumprimento à legislação ambiental, a Secretaria de Meio Ambiente de Coromandel colocou em prática o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que tem por objetivo viabilizar a infraestrutura e manutenção dos sistemas de abastecimento de água potável, drenagem de águas pluviais e tratamento de esgoto e dos resíduos sólidos. O projeto que institui o PMSB da cidade foi aprovado em março, na Câmara dos Vereadores, e passa agora à fase de planejamento e execução.

Em entrevista exclusiva ao Jornal de Coromandel, o secretário de Meio Ambiente, Rubens Lucas Teixeira, informou que o PMSB foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), o Instituto Federal Triângulo Mineiro (IFTM), Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) e o consórcio Região Integrada de Desenvolvimento Sustentável (Rides), entre outros profissionais qualificados.

De acordo com o secretário, dentro de alguns dias começarão as ações de divulgação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) – que integra o PMSB – a começar por um seminário sobre o tema, no dia 18 de abril, para viabilizar a implantação. “Vamos ter um programa de conscientização através das secretarias de Meio Ambiente, Educação e Saúde. Iremos envolver assessoria jurídica, vigilância sanitária e diretores de escola para divulgar como cada um pode fazer sua parte”.

Esse Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos será desenvolvido em parceria com associações de catadores, que receberão apoio técnico da UFU, e vai possibilitar a implantação da coleta seletiva no município. Ainda dentro do PGRS, ficou definido que farmácias, dentistas e outros profissionais da área da saúde ficarão responsáveis por lidar com os insumos descartados.

O que for coletado na cidade deverá, em um primeiro momento, ser encaminhado às valas sanitárias criadas para receber tais resíduos. “Pode se dizer que será um aterro emergencial, porque vamos fazer um parque sanitário para atender as nove cidades que compõem o consórcio Rides”, afirmou Rubens Teixeira. Ele acrescentou que o local do destino definitivo do lixo coletado ainda está em estudo.

Tratamento de Esgoto

“Em relação ao saneamento básico, estamos bastante adiantados, com a construção da Estação de Tratamento de Esgosto (ETE), que deve nos permitir praticamente 100% do esgoto”, declarou o secretário.

A obra recomeçou nesta semana e deverá ser concluída em até cinco meses.

Consórcio Rides

Criado em parceria com outra oito cidades, o Consórcio Rides vai permitir a Coromandel captar recursos para diversas áreas em conjunto com os municípios vizinhos, superando questões políticas que, vez ou outra, emperra o andamento de algum projeto municipal.

Fazem parte do Rides, além de Coromandel, os municípios de Cascalho Rico, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Indianapolis, Iraí de Minas, Monte Carmelo e Romaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *