Após morte de estudante, Patos muda regras do transporte escolar

Patos de Minas Região TV1

Depois da tragédia que vitimou um estudante de 13 anos, a Prefeitura de Patos de Minas decidiu endurecer as regras do transporte escolar municipal. A partir desse momento, as vistorias nos veículos deverão ser realizadas trimestralmente.

Até o acidente, as revisões nos ônibus e demais veículos de transporte escolar eram realizadas a cada seis meses. Além disso, a Prefeitura afirmou que irá realizar fiscalizações frequentes, com agentes credenciados.

Outra medida que será adotada é a obrigatoriedade da existência de um profissional monitor para orientar as crianças e auxiliar o motorista no transporte.

As ações foram tomadas pela Prefeitura após a morte da estudante Beatriz Rodrigues, de 13 anos. A criança seguia para a Escola Municipal Gino André, na Comunidade do Leal, no Distrito de Santiago, quando a porta do ônibus abriu durante uma manobra e ela foi arremessada para fora e, em seguida, atropelada pelo coletivo.

“Lamento profundamente o que aconteceu, me solidarizo com a família da Beatriz, e para que outros acidentes assim não ocorram, o município está adotando tais medidas, que só visam melhorar a qualidade do serviço”, afirmou o prefeito Pedro Lucas Rodrigues, durante um evento realizado na última quarta-feira (23), onde anunciou as ações.